Trabalho: Conheça a cidade com a menor taxa de desemprego no Canadá

Guelph tem ‘número ilimitado’ de empregos na indústria, diz empresário local

A taxa de desemprego em Guelph, Ontário, foi a mais baixa no Canadá mais uma vez no mês passado, mantendo uma tendência que está atraindo um número crescente de imigrantes para a chamada “Royal City”.

Localizada a 100 quilômetros a oeste de Toronto, a cidade de quase 132 mil pessoas tinha uma taxa de desemprego de apenas 2,2% no mês passado – a mais baixa do Canadá, de acordo com um boletim mensal do mercado de trabalho compilado pela BMO Capital Markets.

A taxa média de desemprego para as 33 cidades canadenses listadas foi de 5,3%.

Para ter uma ideia do tipo de trabalho que os imigrantes podem encontrar na cidade, a CIC News conversou com Sohrab Rahmaty, coordenador de emprego da Immigrant  Services Guelph-Wellington, uma organização local que trabalha com recém-chegados à cidade e ao município vizinho.

Manufatura

Rahmaty disse que há uma “enorme necessidade” de mão de obra no setor manufatureiro de Guelph. Duas empresas em particular – a fabricante de autopeças Linamar e Danby Appliances – contratam regularmente imigrantes.

“A mão-de-obra geral, os trabalhadores chamados de Blue-Collar, – operadores de máquinas e afins – geralmente se dão bem nestes empregos”, disse Rahmaty.

Em outubro passado, o presidente e CEO da Danby Appliance, Jim Estill, disse em uma conferência focada na imigração que há “um número ilimitado de empregos de para esses operadores em Guelph” – o suficiente para trabalhadores canadenses e imigrantes.

Rahmaty disse que esse fato ajudou a atrair muitos imigrantes para a região de Guelph, que inicialmente se estabeleceram em outras partes do Canadá.

“Eles ouvem por meio da família, amigos ou contatos, ou sua própria pesquisa, que temos uma taxa de desemprego mais baixa e um forte setor manufatureiro”, disse ele. “Isso é um fator de atração para muitos recém-chegados.”

As empresas locais estão “muito abertas” para os recém-chegados, acrescentou, e um número desenvolveu cursos de idiomas e programas de amigos para ajudar os recém-chegados a se adaptar.

A necessidade de mão-de-obra é tamanha, disse Rahmaty, que as empresas agora competem pelos trabalhadores, o que está afetando os salários.

“Quando você está perdendo uma quantidade de dólares por dia porque você está com poucos funcionários, há um incentivo para pagar um pouco mais, para fornecer caminhos para as atualizações de habilidades – e vamos ver mais disso”.

Trabalho para profissionais qualificados

A alta demanda por operários em Guelph não significa que não haja oportunidades para profissionais qualificados, disse Rahmaty.

A cidade é um centro de pesquisa agrícola e abriga o Ministério da Agricultura, Alimentação e Assuntos Rurais de Ontário, “então você vê muitas pessoas com formação veterinária e formação em biotecnologia chegando e se estabelecendo em Guelph”, observou ele.

A Universidade de Guelph é outra fonte de emprego potencial para profissionais, principalmente acadêmicos e pesquisadores.

A universidade ficou em quarto lugar entre as universidades abrangentes do Canadá no ranking de universidades do ano passado da Maclean’s Magazine. Universidades abrangentes são definidas como aquelas que realizam algumas pesquisas de nível de pós-graduação e oferecem uma ampla gama de cursos de graduação, pós-graduação e programas vocacionais.

Com um número crescente de trabalhadores qualificados vindo do sistema Express Entry ao Canadá, a Immigration Services Guelph-Wellington está desenvolvendo um “programa de conexão” que conectará profissionais treinados internacionalmente com um profissional que trabalha atualmente em seu campo localmente com o objetivo de vinculá-los a outros três profissionais.

Rahmaty disse que os recém-chegados profissionais que vêm a Guelph precisam manter a mente aberta quando se trata de trabalhar e estar dispostos a trabalhar fora de sua profissão ou em empregos de nível básico “para obter experiência canadense e se sustentar financeiramente”.

Profissionais recém-chegados que imigraram através do sistema do Express Entry do Canadá são tipicamente bem equipados com excelentes habilidades de comunicação, educação e experiência de trabalho, os quais podem ajudá-los a encontrar emprego rapidamente e trabalhar para ocupar cargos mais altos.

Também ajuda a identificar habilidades profissionais que podem ser transferidas para o mercado de trabalho de Guelph, acrescentou Rahmaty.

“Mesmo os estudantes nascidos no Canadá e com educação canadense raramente entram em um trabalho que é exatamente o que eles estudaram”, disse ele. “Você está utilizando essas habilidades transferíveis”.

“Você pode ter estado na indústria automobilística na Índia ou no setor financeiro em Dubai, mas como você tira suas habilidades transferíveis e as coloca em uso aqui em Guelph?”

Você já conhece a University of Guelph? Saiba um pouco mais sobre esta Universidade no Vídeo abaixo:

Você encontra mais artigos como este semanalmente aqui no blog da Canada Journal. Se você gostou do nosso conteúdo compatilhe com um amigo e comente nas nossas redes sociais.

Fonte: https://bit.ly/2Ln73Uz