Governo Canadense abre as fronteiras para pessoas totalmente vacinadas com Sinovac (CORONAVAC), Sinopharm e COVAXIN

O Governo Federal do Canada divulgou na manhã desta sexta-feira, 19, grandes novidades relacionadas as mudanças nos protocolos de abertura das fronteiras do país.

A primeira grande novidade e que afeta diretamente os brasileiros, será que a partir do dia 30 de novembro de 2021, o governo canadense expandirá a lista de vacinas de COVID-19. Todos os viajantes considerados totalmente vacinados (duas doses)  poderão entrar no país com propósito de turismo, sem obrigatoriedade de fazer quarentena. A lista inclui Sinopharm, Sinovac (CORONAVAC) e COVAXIN, combinando com a Lista de Uso de Emergência da Organização Mundial de Saúde.

Além disso, o Governo do Canadá anuncia que a partir de 15 de janeiro de 2022, grupos específicos de viajantes e que ainda não possuem autorização de entrada no país, só poderão entrar no Canadá se estiverem totalmente vacinados com uma das vacinas aprovadas. Estes grupos incluem:

  • Indivíduos que viajam para se reunir com a família (crianças não vacinadas com menos de 18 anos de idade manterão a isenção se viajarem para se reunir com um membro da família imediata ou extensa que seja canadense, residente permanente ou pessoa registrada sob a Lei Indígena);
  • Estudantes internacionais com 18 anos ou mais;
  • Atletas profissionais e amadores;
  • Indivíduos com uma autorização de trabalho válida, incluindo trabalhadores estrangeiros temporários (exceto aqueles na agricultura e processamento de alimentos);
  • prestadores de serviços essenciais, incluindo motoristas de caminhão.

Depois de 15 de janeiro de 2022, os estrangeiros não vacinados ou parcialmente vacinados só poderão entrar no Canadá se atenderem aos critérios que se aplicam a certos grupos, como trabalhadores agrícolas e de processamento de alimentos, membros da tripulação marítima, novos residentes permanentes, refugiados e algumas crianças menores de 18 anos. Os viajantes não vacinados continuarão sujeitos a testes, quarentena e outros requisitos de entrada. Cidadãos estrangeiros não vacinados ou parcialmente vacinados serão proibidos de entrar no Canadá.

Outra mudança nos protocólos de COVID- 19  será que a partir de 30 de novembro, a vacinação será exigida para viagens dentro e fora do Canadá.  O teste molecular (PCR) não será mais aceito como alternativa à vacinação, a menos que os viajantes sejam elegíveis para uma das isenções limitadas, como incapacidade médica de ser vacinado.

Caso o viajante se enquadre neste quesito, ele deve entrar em contato com sua companhia aérea ou ferroviária para obter o formulário necessário e enviá-lo de acordo com o processo de aprovação de sua companhia de transporte em 30 de novembro.

Mais uma novidade que o governo liberou nesta sexta, será que também a partir de 30 de novembro, cidadãos canadenses, residentes permanentes ou indivíduos registrados sob Lei Indígena totalmente vacinadas com as vacinas aprovadas no Canadá ( Pfizer, Moderna, Astrazeneca e Janssen) poderão entrar novamente no país sem apresentação de teste PCR para viagens com menos de 72h.

Finalizando o anunciamento, o Governo Canadense disse que continuará priorizando a saúde e segurança dos canadenses e conforme os níveis de vacinação, contagem de casos e taxas de hospitalização evoluirem, o governo considerará novos ajustes e medidas para a total abertura de suas fronteiras.

Quer saber mais sobre vir para o Canadá? Entre em contato conosco que podemos te explicar os caminhos que melhor combinam com os seus interesses!

contato@canadajournal.com

whatsapp: https://whats.link/canadajournal

Fonte: https://www.canada.ca/en/public-health/news/2021/11/government-of-canada-announces-adjustments-to-canadas-border-measures.html

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba em primeira mão as novidades do Blog da Canada Journal.