Tudo que você precisa saber sobre visto de estudos e mudança de status no Canada!

A Lei de Imigração estabelece que a obtenção de um Visto (qualquer que seja) é um privilégio e não um direito de qualquer estrangeiro que esteja buscando a entrada no País.

A avaliação de suas informações e de seus documentos é subjetiva e sua aprovação para qualquer visto fica absolutamente a critério do oficial de imigração que analisará seu caso.

Se você já está no Canadá e deseja fazer uma mudança de status ou, então, se está em outro país e deseja aplicar para um visto e uma permissão de estudos (study permit), esse artigo vai te ajudar!

Matrícula

Nem adianta você querer organizar a documentação para o visto (study permit), se não tiver encaminhado a matrícula para alguma escola do Canadá e ter sido aceito. A Canada Journal tem parceria com mais de 100 instituições de ensino e pode ajudá-lo a encontrar o curso ideal para o seu perfil. A escolha do college vai definir o “tom” do seu processo de visto. Seja criterioso!

Study Permit

Quem vai estudar qualquer curso com duração superior a seis meses no Canadá, precisa ter um visto e uma permissão de estudos. Se seu programa é inferior a 6 meses, você não vai precisar de uma permissão de estudos, apenas de um Visto de Visitante (TRV) ou ETA, muitas vezes chamado de Visto de Turista.

No processo de obtenção do visto de estudante, o Canadá busca se certificar que você é um estudante com perfil genuíno.Ou seja, que está vindo para o Canadá com o intuito real de estudar, mas que, ao final dessa jornada, pretende voltar para o seu país de origem com pelo menos algum ganho profissional.

Nessa avaliação, os oficiais buscam encontrar, através de vínculos, que você está, sim, em busca de crescimento profissional, mas que ainda tem ligações fortes o suficientes no Brasil que o incentivem a voltar.

De acordo com a imigração canadense, algumas das exigências para o visto de estudos são: possuir uma Letter of Acceptance (LOA) de instituição de ensino canadense reconhecida, passaporte válido e os anteriores, se tiverem carimbos de entrada em outros países, apresentar prova de fundos e vínculos com o país de origem, além de uma carta de intenção. É exigido também cumprir o processo de biometria e estar em bom estado de saúde – é necessário exame médico comprobatório emitido por um médico indicado pelo Consulado Canadense.

Mas quais são estes vínculos que preciso comprovar? E como?

Para isso, leve em consideração as seguintes questões:

Vínculo Acadêmico

Em boa parte dos casos é preciso comprovar que você já é formado ou está cursando alguma faculdade ou colégio no Brasil.Nesse ponto, o Canadá quer saber se você tem um vínculo com alguma instituição de ensino.

Se você já se formou há algum tempo, é importante comprovar vínculo empregatício na área.

Vínculo Empregatício

Você trabalha? Se sim, qual o salário e o cargo? Tem como comprovar tal fato? Você vai solicitar um período de licença?

Seu holerite,  contrato de trabalho e, até mesmo, uma carta do seu empregador são provas documentais importantes para comprovação de vínculo. Como o ideal é não sair da empresa enquanto estiver em processo de visto, a solução é solicitar a carta do empregador com a desculpa de que está aplicando para um visto de turista! Assim não levantará suspeitas de que pretende deixar o trabalho.

Caso você seja um profissional autônomo, você pode anexar recibos, notas fiscais, alvarás ou até mesmo cartas de empresas ou clientes para os quais presta serviços. Se você for um empresário, pode utilizar o contrato social da sua empresa e a declaração de imposto de renda PJ, comprovando que você é sócio e, também, outros documentos que mostram que a empresa está ativa e que possui faturamento mensal. 

Vínculo Financeiro

Nesse processo serão avaliados documentos como extratos bancários, declarações de imposto de renda* (muito importante) e propriedades suas e de familiares para se certificar dos vínculos que você possui com o país.

Note: limites de crédito em conta bancária ou em cartões de crédito não contam como comprovação de fundos.

Caso você não tenha condições de fazer a comprovação financeira necessária, será preciso que um familiar próximo apresente os documentos comprobatórios – essa pessoa será seu sponsor ou patrocinador.

Você pode combinar essa questão com pai, mãe, irmão, avós ou no máximo tio/tia. É mais indicado que seja um parente de primeiro grau. Se for alguém mais distante, como o marido da tia ou a esposa do primo, os oficiais podem desconfiar e não é legal correr esse risco, né?

Se você for candidato a curso em college com duração de um ano ou mais, os valores atuais de comprovação financiera são: valor total do primeiro ano de curso + dez mil dólares para o estudante se manter no país + quatro mil dólares para o cônjuge + três mil dólares para cada filho.

No caso de candidatos a cursos mais curtos, a comprovação de aproximadamente um mil e duzentos dólares mensais + o recibo do valor total pago pelo curso será suficiente.

*ATENÇÃO: Quem não declara renda no Brasil tem suas chances significamente reduzidas de conseguir o visto. Estar em dia com as declarações do IR é fator determinante na aprovação ou negativa do seu visto.

Vínculo Familiar

Possui familiares no país de origem? Moram ou dependem de você, ou vice-versa? Você tem bens imóveis no país de origem? Qual é o valor da propriedade? Além disso, quais são as obrigações financeiras e demais responsabilidades que o aplicante está deixando para trás? 

Se você tem bens no seu nome ou no de familiares com os quais você vive (cônjuge, pais, irmãos, etc.), o documento de propriedade também pode ser utilizado para comprovação de vínculo. Além disso, todas as questões acima serão analisadas e levadas em consideração na concessão do visto. 

Outras questões

No caso de um visto de estudo, o curso escolhido é condizente e consistente em relação aos costumes e práticas locais do país de origem? Será importante para seu desenvolvimento profissional e pessoal?

No caso de um visto de turista: alguém que já vive no Canadá está convidando o candidato? Caso esteja, o aplicante possui uma carta-convite desta pessoa? Qual o status atual desta pessoa no país? 

Não é obrigatório, para quem vai aplicar para visto de turismo, conhecer alguém no país, mas se o objetivo do viajante for se hospedar na casa de um parente ou amigo, por exemplo, ele vai precisar apresentar a carta convite à imigração e a pessoa que convida deve ter status legal no país.

Em relação ao histórico de viagens: o aplicante já viajou para outros países anteriormente? Possui carimbos de outros países no passaporte? Mostrar para o oficial de imigração que você já fez outras viagens ao exterior e retornou ao seu país de origem pode contar a seu favor.

Outro documento importante é a carta de intenções. Nela você deve explicar em detalhes e com embasamento da Lei de Imigração Canadense, referindo-se aos artigos e ligando esses aos anexos apresentados, os motivos da sua busca pelo tipo de educação escolhida no Canadá e como ela te apoiará a alcançar seus objetivos de carreira no seu país de origem. Essa carta não é obrigatória, mas muito aconselhável.

É importante lembrar que todas as questões são analisadas e, portanto, uma não exclui a outra: quanto mais documentos que comprovem os seus vínculos com o país de origem você tiver, maiores são as chances de o visto ser aprovado.

Ainda assim, é importante não esquecer: a avaliação de suas informações e de seus documentos é subjetiva e sua aprovação para qualquer visto fica absolutamente a critério do oficial de imigração que analisará seu caso.

É importante ressaltar que, independentemente do programa de estudos que você pretende fazer no Canadá, é recomendado começar o processo o quanto antes. Além das inscrições para alunos internacionais em colleges se esgotarem rapidamente, os prazos de resposta dos colleges e do visto são consideravelmente longos, podendo chegar a 5 meses. Planejamento é a palavra de ordem durante todo processo de visto. 

Vale reforçar que, de maneira alguma, o aluno que fará um programa educacional com duração superior a 24 semanas pode iniciar os estudos sem a Study Permit. Além disso, cada college estipula um prazo para o aluno apresentar a permissão de estudo para estudar na instituição – geralmente 10 dias antes das aulas começarem. Do contrário o aluno não terá permissão de se registrar nas matérias do curso.

Mudança de status

Todo mundo sabe que é muito fácil se apaixonar pelo Canadá. Raramente, quem chega ao país para passear quer retornar ao seu país de origem. A vontade sempre é de permanecer em terras canadenses.

Porém, morar em solo estrangeiro deve sempre ser um movimento feito dentro da legalidade e quando se trata de Canadá não é diferente, também no que diz respeito a permissão de estudos.

A mudança de status ocorre quando você entra no país como turista ou como turista com permissão de estudo e deseja estudar por um período superior a 24 semanas (tempo máximo permitido pelos vistos de turista).

Neste caso, será necessário solicitar uma permissão de estudo (Study Permit) e é possível sim fazer isso estando no Canadá – desde que você se enquadre nos pré-requisitos para fazer o procedimento no país.

As comprovações são praticamente as mesmas que a imigração pede para quem está no seu país de origem no momento da aplicação. Desta forma, se você está no Canadá como visitante e deseja se tornar estudante para fazer um programa que supere 24 semanas de duração, existem duas possibilidades para realizar o processamento da sua mudança de status: o inside Canada e o outside Canada.

Para quem está no Canadá como visitante e resolveu fazer um curso pós-secundário em um college ou university, e foi aceito nesta instituição através da apresentação de um teste de proficiência na língua (que pode ser um exame oficial ou um prestado na própria escola), e demonstrando a nota exigida pela instituição escolhida, ele terá sua aplicação analisada e processada fora do país.

Aos que estão legalmente no país com turistas, cumprindo um pré-requisito do seu programa principal de estudos ainda dentro do prazo de permissão concedido na sua entrada no Canadá, no caso um pathway, o processo de solicitação de permissão de mudança de status para estudante será analisado dentro do país, desde que o candidato se classifique para este tipo de aplicação e tenha as comprovações necessárias.

Para aqueles que sonham em estudar e no futuro tentar imigrar para o Canadá, o ideal é já vir para o país com o devido visto de estudante. Do contrário o processo fica mais complicado e arriscado.

Para todas as informações atualizadas sobre vistos e processos imigratórios deve-se consultar a fonte oficial que é o Governo canadense em :

https://www.canada.ca/en/services/immigration-citizenship.html

Se o seu sonho é estudar, trabalhar e imigrar para o Canadá, a Canada Journal pode ajudá-lo!!

Entre em contato conosco pelo whatsapp +1 778 251 3740 ou pelo e-mail contato@canadajournal.com

Fontes: 

https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/study-canada.html

https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/corporate/publications-manuals/operational-bulletins-manuals/temporary-residents/study-permits/letters-acceptance.html

https://www.canada.ca/content/dam/ircc/migration/ircc/english/pdf/pub/acclet-e.pdf

https://www.canada.ca/en/immigration-refugees-citizenship/services/application/check-processing-times.html

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba em primeira mão as novidades do Blog da Canada Journal.