Serviços de empregos canadenses ajudam recém chegados a criar um perfil mais competitivo para o mercado

Para o Canadá, continuar com os processos de imigração ainda é uma prioridade por conta da ajuda dos imigrantes na recuperação da economia afetada pelo COVID-19. Entretanto ainda existem algumas barreiras para os recém chegados conseguirem ofertas de trabalho.

O reconhecimento por credenciais no início da busca por uma colocação no mercado é um fator que dificulta conseguir a oferta de trabalho. Com a barreira do idioma torna-se mais complicado para o imigrante que acabou de chegar se sentir confiante com a sua habilidade de comunicação, principalmente entre os superiores e colegas de trabalho em geral. Além da possibilidade de sofrer preconceito.

Apesar da necessidade de novos trabalhadores canadenses, ainda existem algumas barreiras de empregadores que priorizam canadenses nascidos no país. O Toronto’s Youth Emplyment Services, também conhecido como YES, é um dos centros de empregos em Toronto que ajuda imigrantes desempregados a encontrar trabalhos em seus respectivos campos de atuação. Eles trabalham com diversos tipos de empregadores por toda a cidade e ajudam a entender os benefícios em contratar um imigrante. Tim Langa diz que, “novos canadenses ajudam com um novo modo de novas ideias e perspectivas que podem realmente beneficiar a empresa. E embora alguns ainda estejam aprimorando o idioma, seja inglês ou francês, após passar desta etapa eles podem ser muito produtivos e certamente fazer a empresa crescer”.

A Maioria dos candenses já veem os benefícios que os imigrantes trazem pro país, até mesmo durante a pandemia. Preenchem alguns cargos e trabalhos e são também responsáveis pelo crescimento da população. Por isso, é muito importante que imigrantes tenham as mesmas oportunidades de conseguir empregos, para que assim tenham um sucesso a longo prazo. E dessa forma, o Canadá também terá o seu sucesso a longo prazo.

Como mais uma medida nesta direção, o Council dos direitos humanos de Ontário em 2013 criou uma política que removeria a experiência canadense como forma de pré-requisito para certas vagas. Porque segundo o Council isso trazia indiferença e injustiça, uma vez que as empresas não consideravam a experieência do candidato que veio de fora do país.

Uma recomedação que inclusive pode ser encontrada no site do governo canadense, são dicas de como montar o seu CV para que assim possa atender o que as empresas locais buscam. No site do governo, existe uma lista do que deve ser escrito e o que não deve. De forma geral, manter o currículo limpo e conciso é uma das dicas mais importantes, além de mantê-lo com um máximo de 2 páginas. Aconselham anão utilizar sua foto, a descrever o currículo na terceira pessoa etc.

Para mostrar o seu nível acadêmico de forma que eles entendem, no caso de você não ter entrado no sistema educacional canadense, pode-se investir em uma equivalência com o intuito de mostrar a eles o que seria similar a educação do Canadá e confirmar se o que eles procuram, você realmente poderia atender. E essas são só apenas algumas dicas de como se preparar para se colocar no mercado. O Canadá quer você aqui e certamente provém com muitas ferramentas para te ajudar a se manter no país.

Quer saber mais sobre vir para o Canadá? Entre em contato conosco que podemos te explicar os caminhos que melhor combinam com os seus interesses!

contato@canadajournal.com

Whatsapp – https://whats.link/canadajournal

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba em primeira mão as novidades do Blog da Canada Journal.