Mercado de Trabalho durante a COVID-19

Nas últimas semanas temos vivido um período repleto de dúvidas e incertezas por conta do COVID-19 e a impressão que dá é que a vida nunca voltará ao normal da forma que era.  

Aqui no Canadá seguimos acompanhando de perto os números em todo mundo e nos mantendo ao máximo o distanciamento socila, conforme orientação do governo.

Diante dessa situação, estamos acompanhando muitas pessoas com seus sonhos pessoais e familiares em compasso de espera em relação ao chamado projeto Canadá, seja aqueles que buscam uma mudança temporária para estudo ou trabalho, e até mesmo a vinda como residentes permanentes.

Este texto tem o intuito de compartilhar um pouco da nossa experiência nesse pais maravilhoso em diversos sentidos, mas que está longe da perfeição que muitos pintam quase como uma Disneylândia.

Como uma das maiores preocupaçoes daqueles que sonham em viver no Canadá gira em torno de trabalho, esperamos poder colaborar aqui com as seguintes percepções/opiniões em relação ao ao mercado de trabalho no Canadá:

1- Como estão neste momento os processos seletivos

2–   Perspectivas de retomada dos processos do mercado como um todo

3- Impactos no médio e longo prazo da pandemia em relação ao Mercado canadense

4-   Sugestões/ dicas / alertas

O intuito aqui é passar uma percepção o mais realista do que está acontecendo e quando possível compartilhando fontes da imprensa local que permite uma percepção mais próxima da realidade e não apenas achismo.

 1- Como estão os processos seletivos neste momento?

Pelo que temos acompanhado no Mercado, com colegas de outras empresas e mídia, devido ao momento que exige total distância física dos colaboradores, infelizmente temos visto um número decrescente de vagas permanentes/full time postadas em praticamente todas as regiões do país – com exceção de algumas áreas de necessidade primária que acabam contratando em caráter emergencial/temporário nas seguintes áreas:

–     Servicos de saúde e suporte as áreas envolvidas no combate à pandemia

–     Call centers/ home based

–     Limpeza industrial/hospitalar

–     Varejo tradicional apenas no comércio de itens essenciais (supermercados/farmácias)

–     Vagas na área operacional logística e transporte principalmente

Na maioria dos casos as vagas são temporárias ou por projetos e têm uma variação enorme de duração, podendo ser para apenas 1 dia, 1 semana, com poucas oportunidades com garantia de mais que 1 ou 2 meses.

As demais áreas, principalmente aquelas que têm bastante contato com as pessoas ou aglomerações, estão sendo extremamente impactadas com fechamento das empresas, como por exemplo as áreas de entretenimento, alimentação, turismo/hospitality e áreas industriais que não sejam de primeira necessidade.

A plataforma Indeed, que reúne a publicação de vagas de emprego por empresas em diversas regiões do país, apresentou um estudo que mostra a realidade na queda da publicação de vagas de trabalho em diversos países. No relatorio referente ao Canada é possivel verificar que a queda foi de 43% quando comparado ao mesmo periodo de 2019.

2-   Perspectivas de retomada dos processos

Infelizmente, a retomada dos processos deverá ser em uma velocidade bem menor que a esperada, tendo em vista que será dada a preferência para recontratação dos colaboradores dispensados durante a crise.

Nesse momento (abril 2020), o governo Canadense tem buscado aprovar uma medida que permita um subsídio por parte do governo que arcará com até 75% dos salários dos colaboradores de empresas impactadas pela pandemia. Ou seja o foco é a MANUTENÇÃO dos atuais ou recém encerrados vínculos de trabalho.

Com o relaxamento de algumas medidas dentro dos próximos meses vamos ter um cenário mais claro e também exemplos de outros países que enfrentaram essa onda antes do Canadá, seja na Ásia ou Europa.

Pelo que temos visto dos desdobramentos nessas regiões, a retomada econômica tende a ser muito mais lenta do que uma retomada rápida da atividade e consumo anteriores.

Um número importante para ficar atento é o volume de pedidos de auxílio desemprego, que aqui no Canadá é amplamente divulgado e são centralizados. Isso facilita a interpretação e medição de como o mercado de trabalho vem se comportando. Tais relatórios têm publicações mensais/quinzenais e podem ser acessados no site do governo canadense como também na imprensa local.

Nesse mês de abril a informação é que aproximadamente 6 milhões de canadenses pediram acesso a tais recursos, sejam de auxílio desemprego ou de ajuda emergencial em um universo de 19 milhões de trabalhadores em uma população total de 37 milhões de habitantes no país.

veja mais sobre isso aqui.

Olhando sob a perspectiva dos empregadores, eles devem retomar as atividades assim que os alertas de funcionamento dos governos nacional ou provincial forem emitindo. Nesse momento as preparações estão sendo feitas nas províncias que têm sofrido menos, como British Columbia, para que potencialmente algumas atividades sejam retomadas nos próximos meses.

Já vemos algumas empresas implementando a medição obrigatória de temperatura antes do início de cada turno, visando mapear possíveis colaboradores que estejam com sintomas. Assim que essas e outras medidas sejam tomadas e consequentemente o volume de casos caia, é provável que o volume de recontratações e novas contratações possam ser realizadas. 

3- Impactos no mercado de trabalho no médio e longo prazo

O Canadá, assim como o Brasil, tem uma economia fortemente dependente de commodities como um todo . Grande produtor de grãos, minerais e petróleo, o país acaba sendo afetado por queda da demanda mundial e principalmente a queda do preço do petróleo que impacta mais fortemente a província de Alberta, que já anunciou programas de estímulo à construção e infraestrutura, mas que estima uma taxa de desemprego regional que pode passar dos 25%, segundo o governo local.

Nos demais centros como Toronto, Montreal e Vancouver, por se tratarem de cidades de grande porte e ampla concentração do PIB em serviços – uma área extremamente impactada – é provável que a recuperação deva ocorrer no médio/longo prazo. Ou seja, em 18 a 24 meses começaremos a ver uma atividade mais robusta e os efeitos das medidas atuais dos governos na economia como um todo.

No médio longo prazo, a diversificação irá auxiliar na retomada, mas no curto prazo os grandes centros têm sido impactados fortemente, com fechamento do varejo, pontos turísticos, diminuição drástica das vagas na área de alimentação e consequente colapso de várias empresas que têm enfrentado dificuldades de se manter ativas sem novas possibilidades de receitas.

Nesse momento há um grande volume de empresas encerrando suas atividades, seja temporariamente ou de maneira definitiva, tendo em vista os altos custos de manutenção da operação (aluguéis extremamente altos e custo do capital) ao enfrentar uma queda brusca de receitas sem perspectivas de retomada no curto prazo.

Infelizmente, ainda é cedo para se ter a dimensão correta dos impactos e desdobramentos da crise gerada pela pandemia. 

4-   Sugestões/ dicas / alertas

A recomendação a aqueles que já estão por aqui é aproveitar as oportunidades de curto e médio prazos, não usar suas reservas financeiras e também buscar aproveitar os auxílios oferecidos pelos governos locais, caso tenha sido afetado pela crise.

Cuidado com promessas milagrosas de alta remuneração e trabalho remoto, pois esse é um momento que vários golpistas têm aproveitado para atuar. Verifique muito bem a reputação das empresas e tenha certeza que se trata de algo concreto e sério. Nenhuma empresa deve cobrar nada do candidato e deve inclusive te remunerar pelo período de treinamento.

Para aqueles que estão ainda no seu país de origem planejando a vinda ao Canadá, recomendamos muita calma, paciência e principalmente bom senso.

Por enquanto, o cenário até começo de julho deve seguir praticamente inalterado em relação a abertura do país como um todo. Ou seja, antes disso é recomendado apenas acompanhar as notícias e aproveitar para manter o estudo de inglês ou francês a todo vapor.

O semestre de todas as instituições de ensino em geral tem acontecido de maneira virtual nesse momento e deverá seguir assim até o final do verão em Agosto. Até segunda ordem/atualizacao, as aulas online poderão seguir assim, sem prejudicar o futuro dos alunos, principalmente aqueles que esperam receber seu PGWP.

Para os profissionais que têm um visto de trabalho aprovado ou até mesmo a residência permanente em mãos, a recomendação é seguir aplicando para vagas ainda do país de origem, e caso o processo siga em frente, aí sim quando as viagens internacionais estejam em níveis mais razoáveis venham ao país para parte final do processo.

Uma eventual vinda nesse momento acaba sendo um desperdício de recursos, tendo em vista que todos estão trabalhando de casa sem poder encontrar potenciais candidatos pessoalmente e qualquer pessoa vinda do exterior deve realizar uma quarentena obrigatória de 14 dias em isolamento.

Finalmente, com relação aos processos de imigração que tanto movimentam o país e principalmente atraem um volume imenso de profissionais ao país, esses já vêm sofrendo mudanças nos últimos meses. O express entry, plataforma que gerencia a maior parte dos programas federais têm tido sorteios desde o começo de março apenas contemplando candidatos que contam com a nominação/suporte da provincial, onde o candidato está vivendo/trabalhando ou os convites vêm sendo feitos pelo programa Canadian Experience Class, que contempla apenas profissionais que ja tenham completado pelo menos 1 ano de experiência qualificada no Canadá.

Um efeito colateral de tudo isso que já está sendo percebido e provavelmente irá se acentuar no médio prazo, é um aumento da disponibilidade de imóveis nos grandes centros. Vancouver e Toronto têm sido consideradas nos últimos anos as cidades de maior custo de vida principalmente em relação a aluguel e compra de imóveis comparados à renda média local.

Com a pandemia e diversos imóveis que antes eram utilizados para locação de curta duração, como AirBnb, praticamente impedidos de atuar, diversos proprietários têm oferecido os imóveis mobiliados para locação. O mesmo deve ocorrer com escritórios e lojas em função da diminuição da atividade econômica. Ou seja quem está buscando um novo imóvel ou quem estiver chegando, terá muito mais opções a preços mais acessíveis que há 1 ou 2 anos. Veja mais aqui.

A boa notícias em relação ao mercado de trabalho e negócios, seguem para áreas de nicho como projetos, empreendedorismo e principalmente software development/programming. Nessas áreas onde a atuação acaba não sendo tão impactada, há sempre uma escassez de bons profissionais em praticamente todo o país.

Para empreendedores que estejam buscando oportunidades de investir no país, esse pode ser um momento bastante interessante, uma vez que um volume representativo de empresas estão em dificuldades e podem surgir como ótima oportunidade de negócio para quem tem capital e quer investir no Canadá através da compra de parte ou de toda a participação em empresas locais. Provavelmente os programas imigratórios ligados ao empreendedorismo no Canada com investimento e geração de empregos para cidadãos e residentes permanentes será bastante incentivado pelos governos provinciais e também federal.

Sabemos que as informações não são todas boas mas acreditamos na transparência para não gerar falsas expectativas e promessas sem possibilidade de serem cumpridas. Como a realidade é bastante fluida e em constante mudança, a esperança é que as coisas melhorem em breve, respeitando as recomendações de distanciamento físico e social e aguardando os avanços da ciência, com certeza uma vida mais próxima ao “antigo normal” não estará muito distante.

Caso tenha alguma dúvida com relação a estudos, trabalho e imigração, estamos às ordens para ajudar pelo whatsapp +1 778 251 3740 ou pelo email contato@canadajournal.com

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba em primeira mão as novidades do Blog da Canada Journal.