Emprego no Canadá recupera níveis pré-pandemia em setembro.

O emprego voltou aos níveis de fevereiro do mês passado, e o emprego continua aumentando para os imigrantes recem chegados.

A economia do Canadá ganhou 157.000 empregos no mês passado, trazendo a taxa de emprego para um ponto percentual dos níveis pré-pandêmicos.

A Pesquisa de Força de Trabalho da Statistics Canada capturou o mercado de trabalho canadense para a semana de 12 a 18 de setembro. Naquela semana, várias províncias introduziram requisitos de prova de vacinação para entrar em certos locais não essenciais, como academias e restaurantes.

A taxa de emprego é o número de pessoas empregadas em percentagem da população com 15 anos ou mais. Em setembro, a taxa de emprego do Canadá era de 60,9 por cento, ainda 0,9 por cento abaixo da taxa de fevereiro de 2020 como resultado do crescimento populacional.

A taxa de desemprego diminuiu pelo quarto mês consecutivo em setembro, caindo para 6,9 por cento, a taxa mais baixa desde o início da pandemia.

O emprego continua a aumentar para imigrantes muito recentes

A taxa de emprego entre os imigrantes muito recentes continuou em tendência ascendente, atingindo 71 por cento no mês passado.

Embora a população geral de recém-chegados não tenha crescido durante o curso da pandemia, o número de imigrantes muito recentes que trabalham em algumas indústrias aumentou. Nomeadamente, em serviços profissionais, científicos e técnicos, bem como em finanças, seguros, imobiliário, aluguel e locação. Essas duas indústrias mantiveram um crescimento do emprego durante a pandemia.

Os imigrantes que estiveram no Canadá por mais de cinco anos viram uma taxa de emprego de quase 59 por cento, que caiu cerca de um ponto percentual em relação a setembro de 2019. Pessoas nascidas no Canadá tinham uma taxa de emprego de cerca de 61 por cento, uma queda de dois pontos percentuais no mesmo período de tempo.

Setores de colarinho branco à frente, enquanto o colarinho azul fica para trás

O setor produtor de serviços ultrapassou pela primeira vez o nível de emprego anterior à COVID. Os aumentos foram liderados por administração pública, informação, cultura e lazer, e serviços profissionais, científicos e técnicos.

Em contraste, alguns setores, como acomodação e alimentação, ainda não retornaram aos níveis de emprego observados em fevereiro de 2020. Isso se deve em parte ao fato de a indústria ter sido fortemente afetada por medidas de saúde pública. Em setembro, o emprego nos serviços de alimentação caiu pela primeira vez em cinco meses. O emprego no varejo também diminuiu.

O setor de produção de bens teve pouca mudança geral, o que tem acontecido desde que perdeu 94.000 empregos entre abril e junho. Manufatura e recursos naturais foram as exceções, ambas as indústrias registraram algum crescimento do emprego em setembro.

Quer saber mais sobre vir para o Canadá? Entre em contato conosco que podemos te explicar os caminhos que melhor combinam com os seus interesses!

contato@canadajournal.com

whatsapp: https://whats.link/canadajournal

Assine nossa newsletter

Deixe seu e-mail e receba em primeira mão as novidades do Blog da Canada Journal.